A partir da década de 90, a experiência musical no município impulsiona o então Departamento de Cultura a investir cada vez mais na valorização dos grupos já existentes, como a Banda Municipal “Professor João Müller”, “Os Cinqüentões”, Coral “Leopoldo Kurtz” da Sociedade Recreativa e Cultural Timbó, na época Coro Misto da SRCT, e Coral Infanto-Juvenil da Sociedade Recreativa e Cultural Timbó, e também na capacitação dos professores na área de música.Este novo despertar da comunidade trouxe ainda a necessidade de ampliar o quadro docente, no intuito de oferecer aulas de música em diversas esferas.

A valorização do Canto, forma musical in natura, em aulas ministradas em Técnica Vocal, também proporciona um desenvolvimento sadio de seus alunos e apoio técnico aos grupos vocais da região.

           
A iniciação musical acontece em diversas formas, seja na confecção de instrumentos, no próprio corpo, numa concepção rítmica, no canto expressivo ou ainda na flauta doce. Assim, os alunos descobrem na música uma forma de expressão artística.A Fundação Cultural de Timbó também oferece cursos de música na área instrumental, em suas categorias: Sopros (Trompete, Trombone, Tenorhorn, Tuba, Trompa, Clarinete e Flauta Doce), Cordas Friccionadas (Violino, Viola, Violoncello e Contrabaixo), Violão, Guitarra, Teclado, Piano, além dos mais recentes, como Bandônion e Acordeom.

Com o desenvolvimento dos alunos, foi possível a organização de vários grupos, nas chamadas Práticas de Conjunto orientadas pelos professores da FCT. Integram estas práticas o quarteto de trombones, Banda Jovem, grupo de cordas, Orquestra Intermezzo, entre outros, enriquecendo assim a experiência musical dos alunos da FCT.

  • Acordeom
  • Bandônion
  • Cordas friccionadas:
    Violino, Viola, Violoncello e Contrabaixo
  • Clarinete
  • Flauta doce
  • Guitarra
  • Iniciação Musical
  • Metais:
    Trombone, Trompete, Tuba, Tenorhorn e Trompa
  • Teclado
  • Técnica Vocal
  • Piano
  • Violão