O Museu do Imigrante traduz parte da história dos colonizadores de Timbó, seja através dos utensílios ou dos costumes. Foi oficialmente inaugurado na data de 23 de março de 2003.
O imóvel perteceu a Família Benz e encontra-se tombado pelo Patrimônio Público Municipal. A criação do Museu do Imigrante tem o intuito de preservar, divulgar e manter viva a memória do povo timboense. O acervo do Museu compreende móveis que retratam a vida cotidiana dos primeiros imigrantes de Timbó, bem como, pertences pessoais, utensílios de cozinha, indumentárias, etc.

O museu é a história viva dos imigrantes. Divulga usos e costumes que permanecem através dos tempos, proporcionando assim, conhecimento cultural – podendo ser utilizado como instrumento de pesquisa.